segunda-feira, janeiro 04, 2010



Saber viver


Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais para nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura... Enquanto durar.




Cora Coralina


3 comentários:

Dr. Diario disse...

so' sei q a vida e' pra ser vivida...
com amigos. familia, com no's mesmos...
adorei o post
abracao

Wilbastos disse...

Olá Paulo.Sou o Wilmar. Aquele que você fez a entrevista por telefone. Gostei muito do seu blog. Muito inteligente e "ligado".
Gosto muito da Cora Coralina e este poema que você postou é realmente muito bom. Parabéns e até mais.
Wilmar

Nunc per speculum in aenigmate disse...

Ph, gostei do blog. Cora Coralina é muito interessante, assim como vc, assim como eu e como os que vivem e sabem. A essência da vida realmente é vivida com intensidade, ou não será vida com tudo o que se pode viver. Abração, amigo. Daremo-nos notícias.