terça-feira, dezembro 22, 2009

Mente


A mente
sempre demente
simplesmente
mente, mente, mente
Os olhos fingem
que não veem
veem o que querem
pois a mente mente
os ouvidos fingem
não escutarem
ficam surdos
quando a mente mente
A pele sente
as sensações da sua mente
que novamente
mente, mente, mente
A mente iludida
por outras mentes
fantasia a realidade
idealizada pelo prazer
de ter para si o ausente
corpo latente
imaginavelmente presente
Ai, que dor na mente!
Peso na consciência
manipulo a verdade
constantemente
consta na mente
'ta na mente
mente
ente
te...
mente, mente, mente, mente, mente, mente, mente, mente, mente, mente,
infinitamenteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee...

2 comentários:

Renata disse...

Muito bom, faz realmente agente parar pra pensar em como tentamos mentir algo que está e nossa frente ... adorei! bjos

Dr. Diario disse...

perdidamente precisamos estarmos apaixonadamente abracados com alguem que amorosamente e fielmente aquiete nossa mente!!!
e saiba que estoua dorando seus textos...estava com saudades
parabens sempre, maluco!!! rsrsrs